Blog da Dedeka

Voltar
05/11/2018

Como acostumar o bebê a dormir sozinho

Como acostumar o bebê a dormir sozinho

Uma das principais dificuldades das mamães, principalmente as de primeira viagem, é fazer o bebê dormir sozinho. É normal que, ao ouvir um choro, a mãe já corra para pegá-lo no colo para acalmar o pequeno. Porém, nem sempre é a melhor escolha. E em alguns momentos, é preciso ser forte e deixá-los no berço até que peguem no sono.

Essa fase do choro é normal, pois o bebê se sente desprotegido quando não está no colo. Por isso, é uma etapa que exige paciência tanto da mãe quanto do bebê para se adaptarem à nova rotina. Pensando nas mamães que estão passando por essa fase,  separamos algumas dicas bem legais para acostumar os pequenos a dormirem sozinho. Confira!

Bateu o soninho, berço!
O ideal é que o bebê vá para o berço assim que estiver começando a dar sono, ou seja, depois do primeiro ou segundo bocejo. Evite deixar o bebê muito cansado para colocá-lo para dormir, pois ele poderá ter ainda mais dificuldade para pegar no sono.

Respeitar a rotina do sono
Crie hábitos que devem ser mantidos sempre na mesma hora. Por exemplo: O bebê pode tomar banho às 19:30, jantar às 20h, mamar ou tomar a mamadeira às 22h. A seguir, o pai ou a mãe já podem ir para o quarto com ele, mantendo uma luz baixa num ambiente calmo e tranquilo que favoreça o sono.

Colocar o bebê no berço
Ao invés de ficar com o pequeno no colo para ele dormir, você deve colocá-lo no berço e ficar ao seu lado, olhando, cantando e ninando para que ele fique calmo e sossegado. Você pode também colocar almofadas ao redor dele. Assim, quando você se afastar, além dele estar protegido, ele segue sentindo a presença de algo que dá conforto.

Música ambiente
Você pode optar por colocar alguma música ou som para tocar na hora de dormir. Mas fique atenta: tenha certeza que é algo que você possa levar para outros lugares. Caso contrário, ele poderá sentir falta desse barulhinho e ter dificuldades para dormir.

Uma companhia fofinha
A naninha pode se tornar a melhor amiga do sono de seu filho e uma grande aliada nessa fase de adaptação, pois o objeto será sempre associado a segurança e será reconhecido pelo bebê como algo que lhe traz paz e conforto.

Gostou das dicas? Já colocou alguma em prática e funcionou? Compartilha com a gente.

Compartilhe nas Redes: