Parcele em até 6x sem juros Parcele em até 6x sem juros
Frete grátis nas a partir de R$250 para Sul e Sudeste Frete grátis nas a partir de R$250 para Sul e Sudeste
10% de desconto na sua primeira compra 10% de desconto na sua primeira compra
Acesso ao Lojista
Menu Carrinho Minha Conta

Decodificando as gírias e expressões da criançada

Voltar
Publicado em: 24/02/2022
Compartilhe nas Redes:
Decodificando as gírias e expressões da criançada

Geração Z, millennials, cringe, oi?
Certamente você tem assistido uma espécie de embate de gerações pela internet ou mesmo dentro da sua própria casa. Seja na forma de falar, nas gírias ou nos gostos pessoais, tem sido cada vez mais comum que os pais se sintam peixes fora d’água ou que estão constantemente pagando mico com a criançada sem nem entender o motivo. Aliás, essas poucas linhas já escritas poderiam ser razão de vergonha alheia para a geração Z, dos nativos digitais! 

Até nome próprio esse sentimento ganhou: quando a geração anterior, conhecida como os millennials (nascidos entre 1980 e 1994), gosta ou fala coisas que estariam fora de moda para eles ou mesmo desconexo de seus próprios mundos, é cringe.

A linguagem muda com o tempo, tem prazo de validade e perde sentido rapidamente quando invadida por novas expressões, hashtags e por aí vai. Para que possa haver uma comunicação adequada com as novas gerações é preciso decodificar esse universo da garotada. Que tal entender um pouco das palavras e expressões que eles vêm usando atualmente?

 

Azaração: ação ou tentativa de buscar companhia amorosa. Exemplo: “Aquele bar virou ponto de azaração.”

Anotado, amore: equivale a um desprezo, demonstrando que a pessoa não se importa com a opinião que acaba de ouvir.

Biscoiteiro: é uma pessoa que posta algo para chamar mais atenção. A gíria “dar biscoito” pode ser utilizada como elogio ou como deboche, por meio de curtidas ou comentários, para responder às famosas pessoas biscoiteiras.

BFF: “Best Friend Forever”, uma declaração de amizade.

BV, BVL: “Boca Virgem”, aquele(a) que ainda não deu um beijo de boca ou beijo de língua.

Bolado: surpreso e confuso com determinada atitude ou reação de outrem; aborrecido, chateado.

Colar/constar: ir em algum lugar. Exemplo: “Quer constar numa festa hoje?”

Cringe: usada para mencionar ou lembrar de uma situação extremamente constrangedora e embaraçosa. Exemplo: “Vamos mudar de assunto, essa história é cringe.”

Crush: usada para se referir a uma pessoa por quem se está apaixonado(a) ou se sente atraído(a) ou que gostaria muito que fosse seu amigo(a). Exemplo: “Ele é meu crush da escola.”

Deitou/deitei: fazer uma coisa muito bem. Exemplo: “Deitei na prova de Matemática.”

Fail: como a própria tradução em inglês diz, fail é o termo utilizado para dizer que algo não deu certo e a pessoa não conseguiu fazer aquilo que desejava.

Floppar: flip, em inglês, significa virar, tombar. Ou seja, “algo deu errado ou deu ruim”. Equivale a gíria tradicional “dançou/dancei”, “me dei mal” ou até mesmo “lascou”. Exemplo: “Ia pra festa ontem, aí choveu e flopou.”

Gado: sinônimo para "pau mandado", pessoa que é muito influenciável, faz tudo o que os outros mandam ou que é muito submissa.

Hype: gíria para dizer que algo está em alta, com muitos comentários e que chama muita atenção. É utilizada, principalmente, para falar sobre moda, séries, músicas e filmes. Exemplos: “Eu estou muito hypado naquela série” ou “Você está no hype com esse tênis!”

Hitar: vem da palavra em inglês "hit", que significa sucesso. É usada para algo que está bombando nas redes sociais. Exemplo: "Minha foto hitou no Instagram”.

Jantar/jantou: termo utilizado para dizer que uma pessoa respondeu à altura para alguém, ou seja, que verdades foram ditas e muitos concordaram com aquela opinião. Exemplo: “E aquele post? Jantou os preconceituosos!”

Laje: uma coisa ruim/difícil.

Mec: algo que foi muito legal.

Mitou: "virou mito", usado quando alguém faz algo muito bem.

PPRT: abreviação para “papo reto.”

Probleminha: é chamar no reservado para uma conversa ou também para tirar satisfação. Exemplo: "Chama no probleminha que a gente revolve o rolê.”

Shippar: é muito utilizada na internet com o significado de aproximar um casal, ato normalmente representado por uma hashtag e a fusão dos nomes de quem se desejar juntar.

Stalker: stalkear em inglês tem o significado de perseguidor ou caçador. Virou sinônimo de “observar de maneira frenética” tudo que uma pessoa posta nas redes sociais.

Suave: dizer "Tá suave?" é o mesmo que "tudo bem?". 

Tô Pistola: essa gíria surgiu para abordar situações que deixam as pessoas irritadas. Alguém perde a razão, fica bravo e, por qualquer motivo, fica “pistola”, na linguagem dos jovens.

Tá na Disney: expressão equivalente a famosa gíria “pirando na batatinha” ou “viajando na maionese”, ou seja, indica que a pessoa fala ou faz algo fora da realidade ou está equivocada em alguma informação. Exemplo: “Meus pais estão na Disney achando que eu não vou à festa!”

TMJ: abreviação de "tamo junto", ou seja, estou contigo nessa, eu te entendo.

Trollar: gíria que indica quando alguém vai tirar sarro de outra pessoa. Exemplo: “Vamos trollar meu irmão e esconder seu celular?”

Um nojo: o termo “nojo” virou uma gíria muito popular entre os jovens como um autoelogio em tom de deboche. Exemplo: “Nossa, hoje eu tô um nojo de linda.”

Vem de Zap: surgiu nas comunicações da internet como forma de pedir o contato de WhatsApp, com o objetivo de iniciar uma conversa, quase sempre com intenções amorosas. Substitui o velho “passa seu contato” ou “me passa seu telefone”. Exemplo: “E aí bebê, vem de Zap.”

Véy: vem da palavra velho, que evoluiu para véio e agora véy, com acentomesmo. Exemplo: Véy, fulana tá pistola com você"?

 

E você, quais outras expressões andam rondando seu cotidiano? Divide com a gente nos comentários! #tmj #bora

Fonte: https://www.spsp.org.br/2021/10/20/o-que-a-vovo-nunca-disse/

Compartilhe nas Redes:

Comentários

Nenhum comentário para esta postagem. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

Carregando

Carregando

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de usuário.
Clique aqui para conhecer nossa política de privacidade.

Sim, aceito Não aceito, gerenciar permissões
Gerenciar permissões
Leia nossa política de privacidade.