Blog da Dedeka

Voltar
10/07/2020

#Dica de leitura: O que é, o que é

#Dica de leitura: O que é, o que é

Por Volnei Canônica.

Coleção O que é? O que é?


Quem gosta de adivinhar e de surpresas, levanta a mão?
A dica de leitura de hoje é a coleção O que é? O que é? composta por quatro obras criadas e ilustradas por Guido van Genechten, reconhecido e premiado artista gráfico belga e publicados no Brasil pela Gaudí Editorial.
Os livros que compõem essa coleção são: É um gato?, É uma rã?, É um caracol? e É um ratinho? Cada livro traz um universo de brincadeiras e possibilidades de leitura que vai aguçar a curiosidade das crianças e adultos.

         

 

Materiais e formatos

Os livros são feitos com um papel cartão mais resistente possibilitando o manuseio dos pequenos de forma que os pais não precisam se preocupar que estraguem.

São do tipo leporelo ou livros sanfona, como se diz. Esse nome se deve à leitura não acontecer como num livro tradicional, um feixe de páginas coladas, costuradas ou grampeadas no meio. No livro sanfona não vamos passando as páginas da maneira tradicional, mas sim, o livro literalmente se “desenrola” revelando cada página e transformando-se numa brincadeira para a criança.

Os livros dessa coleção não possuem texto, a não ser na capa, onde se apresentam: uma pergunta para aguçar a curiosidade do leitor, o nome do autor e o nome da editora.

A história é contada pelas imagens onde os personagens, surgindo a cada desdobrar de página, são animais. Eles aparecem num fundo liso e colorido, valorizando a sua imagem sem tirar a atenção da criança para a brincadeira proposta pela obra. A brincadeira de ver a transformação de um personagem em outro.

Por exemplo, no livro É um gato? a primeira página mostra o gato. Mas ao desdobrar a página seguinte o personagem se transforma num pato, que se transforma num papagaio, depois num polvo e por último, a criança percebe que, na verdade, o gato era um tucano. Uma grande metamorfose acontece com os personagens.

 

         

 

As páginas desses quatro livros são cheias de surpresas! Uma após outra, levam o pequeno leitor a se deparar com imagens diferentes que estimulam sua imaginação. O adulto que vai ler o livro com a criança pode ajudá-la a inventar uma história para cada personagem, falar das características dos animais, onde eles vivem, explorar o imaginário em cada página e ainda, construir uma narrativa envolvendo todos eles.

O livro propõe formas de leitura: a mais recorrente é essa de ir desdobrando o livro da esquerda para direita e brincar com os personagens que vão aparecendo. Mas também podemos fazer uma outra leitura ao chegar ao final dessa história, que é dobrar cada página da direita para a esquerda e desfazer as metamorfoses, guardando os personagens.

Os livros sem palavra contribuem para que as crianças desenvolvam muito o seu imaginário, seu olhar estético e a construção de sentidos. Ajudam na nomeação das próprias pessoas, animais e objetos que depois ganharão palavra para essa classificação.

A escolha de contar uma história num livro sanfona permite às crianças menores manuseá-lo, trabalhando sua coordenação motora e descobrindo o equilíbrio entre o movimento mais fino e a sua força. A possibilidade de manusear um livro é muito importante para aproximar os leitores desde muito cedo.

O que é? O que é? É uma coleção que aguça a curiosidade, a imaginação. É um jogo para toda a família!

 


Volnei Canônica

Presidente do Instituto de Leitura Quindim e especialista em Literatura Infantil e Juvenil

@institutodeleituraquindim
facebook.com/institutodeleituraquindim

www.institutoquindim.com.br

 

Compartilhe nas Redes: